Eleições – DE OLHO NA PREFEITURA E CÂMARA, CAMARINHA TROCA PSB PELO PODEMOS

Camarinha vai trocar o PSB pelo Podemos, de olho nas eleições municipais do ano que vem (FOTO: Divulgação)

Vereador, prefeito e deputado por vários mandatos, Abelardo Camarinha está de malas prontas para um novo partido. Evento marcado para a 6ª feira (22), 15h, oficializará a filiação dele ao Podemos, depois de muitos anos no PSB e outro tanto no PMDB, por onde iniciou a carreira política. Inelegível e ainda dependendo de arranjos judiciais para tentar concorrer às eleições municipais de 2020, ele se anuncia pré-candidato à Prefeitura e fala em fazer bancada forte de vereadores à Câmara Municipal.

Nardi, que já foi vice-prefeito, presidiu a Câmara e é vereador, trocará o PR pelo Podemos, do qual será vice-presidente – mas só na janela eleitoral (FOTO: Reprodução HoraH)

Convite postado nas redes sociais divulga o evento no auditório da Associação Comercial (Acim), Centro, com presenças do ex-candidato à presidência, senador Álvaro Dias; da presidente nacional do Podemos, deputada Renata Abreu; e do presidente estadual, o vereador paulistano Mário Covas Neto. Vereador e tradicional aliado político da família Camarinha, o engenheiro Luiz Nardi, atualmente no PR, deverá migrar para o novo partido na janela eleitoral, 6 meses antes das eleições, para assumir a vice-presidência do Podemos na cidade.

Vinícius vai seguir no PSB, partido do qual é líder na Assembleia Legislativa de SP (FOTO: Divulgação)

Camarinha deverá ser o presidente, contando ainda com outros conhecidos aliados, como a ex-delegada Rossana Camacho no comando do Podemos Mulher; o ex-vereador Luiz Carlos da Silva na secretaria-geral; e o também ex-vereador Samuel da Farmácia, como tesoureiro. O líder do partido na Câmara já é Evandro Galete. Quanto ao filho de Abelardo, o ex-prefeito e atual deputado Vinícius Camarinha, a informação é de que permanecerá no PSB, do qual é o líder na Assembleia. À imprensa, Camarinha justifica a troca de partido pela posição do Podemos, “que é de centro”, e diz que prefere uma legenda com “menor polarização política”.

HORAH – Você sabe das coisas