MARÍLIA – Após polêmica com novo valor da nova Zona Azul, Prefeitura retifica decreto e reduz preço

Após enorme polêmica causada pela elevação no preço da nova Zona Azul de Marília, regulamentada por decreto publicado no sábado (30), a Prefeitura voltou atrás. No Diário Oficial (DOMM) da 3ª feira (3), ela publicou Retificação de Decreto e, no Artigo 2º, fez constar que “a tarifa a ser praticada será de R$ 1,50 por hora” de estacionamento, o mesmo cobrado até o final de janeiro deste ano, quando a Legião Mirim fechou as portas e a Zona Azul foi suspensa. Na primeira publicação, o mesmo Art. 2º falava em R$ 2,50 por hora.
Postagem da notícia no HORAH rendeu polêmica. Foram quase 19.000 visualizações (todas orgânicas), mais de 100 reações, 115 compartilhamentos e 154 comentários, a maioria de críticas ao novo valor. A editoria chegou a ser questionada por integrantes do governo por WhatsApp e simplesmente alegou que publicara o que estava no decreto. Na primeira edição do DOMM após a divulgação da notícia, veio a retificação.

COMO SERÁ – A nova Zona Azul mudou bastante em relação à anterior, embora não tenha prazo para iniciar. Aumentou a área, que, além do Centro, agora também estará em toda a extensão da Av. das Esmeraldas e no entorno do Fórum, do Hemocentro e do Hospital das Clínicas (HC), locais de enorme circulação de veículos (o que também levou a críticas dos internautas de HORAH, especialmente em relação ao HC). Os horários de cobrança também foram alterados: antes, era de 8h às 17h de 2ª a 6ª feira e, aos sábados, até 12h; agora será até 18h na semana, aos sábados até o horário em que o comércio funcionar e, quando as lojas abrirem até 22h, a Zona Azul também vai funcionar.

(FOTO: Jornal da Manhã/Reprodução – Desde o início de fevereiro que a Zona Azul está suspensa, mas voltará com novidades)

No HORAH Notícia