Saiu – DECRETO DE RAFAEL ABRE RESTAURANTES E BARES, COM MUITAS RESTRIÇÕES

Rafael finalmente editou decreto que reabre bares e restaurantes, dentre outros estabelecimentos, mas com fortes restrições (FOTO: Reprodução Facebook)

Supermercados têm novas regras, mais rígidas; academias, só com prescrição médica

Saiu finalmente o decreto do prefeito Rafael Agostini com medidas para a retomada gradual do atendimento presencial do público em serviços não essenciais, como bares, restaurantes, sorveterias, salões de estética e beleza e academias. Foram definidas regras rígidas para controle de acesso e atendimento, bem como sanitárias para evitar a proliferação do coronavírus. Supermercados também ficaram mais restritivos.

O decreto 7.739, datado desta 3ª feira, 23/6, acrescenta regras ao decreto do dia 15, levando em conta “informações prestadas pela Secretaria da Saúde”, demonstrando tendências de estabilidade da pandemia da Covid-19 na cidade. O prefeito justifica as novas medidas com a maior quantidade de leitos de UTI (mais 10 foram credenciados recentemente pelo Ministério da Saúde) e a taxa de ocupação dos mesmos, a proporção de novos casos da doença em relação à população da cidade e o atendimento aos parâmetros impostos pelo Estado.

RESTAURANTES – Setor que mais pressionou pela reabertura, os restaurantes já podem atender nos sistemas delivery e drive thru, e, presencialmente, apenas em ambientes ao ar livre por no máximo 6 horas diárias seguidas ou divididas em dois turnos, para almoço e jantar, entre 11h e 22h.

Nas especificações, o decreto flexibiliza ao permitir atendimento de clientes em “locais com plena capacidade de ventilação natural, cobertos ou descobertos e sem fechamento total por paredes”. Mesas devem ficar a três metros de distância umas das outras e a ocupação máxima deve ser de 40% da capacidade do estabelecimento; somente funcionários com luvas e máscaras poderão servir os clientes; filas devem ser sinalizadas para o distanciamento entre as pessoas e é proibido aguardar em sala de espera.

BARES E LANCHONETES – Esses estabelecimentos seguem bem restritos, apenas autorizados a atender clientes no delivery e drive thru, seguindo os protocolos sanitários. Sorveterias continuam atendendo para retirada no balcão – ou seja, com clientes sendo servidos exclusivamente por funcionários.

SALÕES – No caso de salões de estética e beleza e barbearias, o funcionamento foi autorizado por até 6 horas diárias e com horário marcado para atendimento de clientes, sendo apenas um por vez.

SUPERMERCADOS – O acesso aos supermercados ficou mais restrito com o novo decreto de Rafael Agostini. A partir de agora, o número de clientes deverá ser controlado para limitar na proporção máxima de cinco pessoas para cada 100 m2 de área construída; será permitida a entrada de apenas uma pessoa por família.

ACADEMIAS – Também na expectativa de poderem retomar atividades, as academias somente vão abrir a partir do dia 30, ainda assim para atendimento exclusivo de pessoas em tratamento de saúde e mediante apresentação da prescrição médica atualizada. Atividades esportivas e estúdios de dança continuam proibidos.

HORAH – Você bem informado, sempre