SEMANA TEM CIRCULAR COM VALOR MAIS ALTO, mas impasse no transporte continua

Grande Marília opera sob liminar judicial (Foto: Divulgação)

Apesar de estar em vigor desde a zero hora do sábado (1), feriado do Dia do Trabalho, será nesta 2.a feira (3) que a grande massa de usuários vai pagar preço mais alto para andar de ônibus circular em Marília e chegar ao serviço. No sábado o comércio não abriu e a circulação de pessoas foi bastante reduzida por toda a cidade, especialmente no centro. O novo valor de R$ 4,50 será sentido mesmo a partir de amanhã.

O aumento autorizado pelo prefeito Daniel Alonso foi de R$ 0,70 – passou de R$ 3,80 para R$ 4,50, ou seja, algo em torno de 18%. O decreto do aumento é de 10 de março, mas para vigorar só a partir de 1.o de maio. Antes, o último reajuste tinha sido dado em março de 2019, quando a passagem subiu de R$ 3 para R$ 3,80 – 26,6%. Em 4 anos e 4 meses dos governos de Daniel, ocorreram, portanto, dois aumentos.

A Associação Mariliense de Transportes Urbanos (AMTU), entidade que representa as duas empresas concessionárias do transporte coletivo da cidade, disse que não se manifesta mais sobre o assunto. Ao HORAH, entretanto, já havia informado pela assessoria de imprensa que a nova tarifa tem “valor considerado insuficiente para a viabilidade das operações” das empresas na cidade – o reajuste de agora saiu 2 anos depois do anterior, quando o contrato prevê correção anual, lembrou a AMTU.

O impasse dos reajustes para manter o chamado ‘equilíbrio econômico-financeiro’ do contrato de concessão do transporte coletivo foi parar na Justiça. A Prefeitura obteve liminar que obrigou a empresa Grande Marília a manter os ônibus rodando, após comunicar o município que encerraria atividades no final de março. A empresa chegou a atrasar salários e teve de paga-los parceladamente. A outra, Viação Sorriso, não se manifestou em nenhum momento sobre o assunto, mas reivindicou tarifa de R$ 6,24 no final do ano passado, junto com a Grande Marília. O prefeito negou e considerou o valor “totalmente inviável” para o momento atual.

HORAH – Informação é tudo