Suéllen decreta emergência hídrica por 60 dias

Suéllen divulgou vídeo onde anunciou o decreto e explicou o porquê da decisão que tomou (FOTO: Reprodução vídeo)

A prefeita Suéllen Rosim (PSD) publicou decreto de emergência hídrica em edição extra do Diário Oficial de Bauru nesta 5.a feira 9. A medida deve durar 60 dias, podendo ser prorrogada por mais tempo se for necessário. A decisão foi tomada após o nível do rio Batalha chegar a 1m74, quando o ideal para a captação de água é de 3m20.

A longa estiagem enfrentada pela cidade nos últimos meses levou à redução da vazão do Batalha, responsável por 26% do abastecimento de Bauru, complementado por água extraída de poços. Com o decreto de emergência, o Departamento de Água e Esgoto (DAE) fica dispensado inclusive de licitações para contratar serviços e contratar empresas ou profissionais que possam ajudar no abastecimento público; além disso, ganha autonomia para adotar medidas mais drásticas, como o rodízio no abastecimento.

Em vídeo divulgado hoje, a prefeita explicou o porquê do decreto, mostrou imagens de visita que fez à estação de captação de água no Batalha e garantiu que o governo dela foi “o que mais fez no enfrentamento da falta d’água em Bauru”. Suéllen falou que entre religados e novos, foram mais 9 poços para abastecimento da cidade, construção de reservatórios, sistema de monitoramento dos poços e setorização. E lembrou que a crise no abastecimento é “histórica e se arrasta há muitos anos”.

Decisão de publicar o decreto de emergência foi tomada após reunião com equipe técnica e Defesa Civil, informou Suéllen (FOTO: Divulgação)

HORAH – Informação é tudo