Mudou – DECISÃO DO TRE DEVE TIRAR VEREADOR DO PL DA CÂMARA E DAR MAIS UMA VAGA AO PSL

Cálculos refeitos, PL perde uma cadeira na nova Câmara e PSL ganha a 2.a (FOTO: Divulgação)

COM A MEDIDA, VEJA COMO FICAM AS FUTURAS BANCADAS POLÍTICAS NA CÂMARA DE JAÚ

O que HORAH havia alertado que poderia acontecer, se confirmou. Em decisão monocrática nesta 5ª feira (11), o relator do Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, desembargador Afonso Celso da Silva, confirmou o registro da candidatura de Gustavo Alexandre de Oliveira, o Gustavo Quitandeiro (PSL), que estava sub judice.

Gustavo não se elegeu e nem ocupará vaga na Câmara de Jaú com essa decisão. Porém, quando os cálculos para preenchimento de cadeiras na Câmara são refeitos (até então os votos de Gustavo não eram computados, agora sim), muda a composição das bancadas. Segundo HORAH apurou, Fernando Toledo (PL), que havia garantido a última vaga na Câmara perde a cadeira e, no lugar dele, assume Marcos Brasil Despachante (PSL) — isso ainda com base em cálculos manuais e não oficiais da Justiça Eleitoral.

BANCADAS – Com essa mudança, as bancadas no Legislativo jauense a partir de 1º de janeiro de 2021 fica assim: 7 cadeiras na base de apoio ao prefeito eleito Ivan Cassaro; 6 para o 2º colocado no pleito, Eduardo Romão (Cidadania); 2 vagas para o grupo do candidato Paulo de Tarso (PSL), 3º lugar nas eleições; e mais 2 para Giuliano Griso (MDB), candidato do atual governo e 4º colocado no pleito.

CARTÓRIO – Gustavo Dantas de Miranda, chefe do Cartório Eleitoral de Jaú, informou ao HORAH que ainda não recebeu nenhuma notificação oficial sobre a decisão do TRE. “Precisa ver se ninguém vai recorrer. Depois, tem de aguardar o trânsito em julgado para só depois nós sermos comunicados e intimarmos os partidos”, disse. As contas para composição das cadeiras na Câmara serão então aplicadas no sistema eleitoral do TSE, que indicará quem fica e quem sai.

HORAH – Você bem informado