O construtor Carlos Barboza Sampaio, 50 anos, foi preso na cidade de Nova Esperança, PR, onde estava foragido desde fevereiro de 2017. Naquela ocasião, ele matou a marretadas o entregador de comida Eder Batista da Silva, 28, colocou o corpo no porta-malas do carro e o enterrou em um cafezal de Jafa, distrito de Garça. O crime foi resultado de uma emboscada na Vila D’Itália, Zona Oeste.
Os detalhes foram contados por Maicon Panatto Sampaio, 22, sobrinho de Carlos. Ele ajudou a colocar o corpo no carro e a enterrá-lo, passando à polícia o local exato de onde ele estava. A motivação para o assassinato teria sido a cobrança de uma dívida que Carlos tinha com Eder. Para atrair a vítima, ele pediu comida para poder ataca-lo. As investigações foram conduzidas pela DIG Marília, que, para prender Carlos, contou com o apoio da polícia paranaense.

MENORES – Uma briga entre menores resultou na morte de um deles, Mateus Ricardo Araújo, 17 anos, morador de Ocauçu, região de Marília. Dia 30/5 ele foi esfaqueado várias vezes por outro adolescente da mesma idade, especialmente no tórax. Dada a gravidade dos ferimentos, foi transferido para o Hospital das Clínicas (HC) de Marília, onde passou por cirurgia e permaneceu internado até falecer, na 4ª feira (6). O autor das facadas chegou a ser apreendido, mas ganhou a liberdade após audiência de custódia na Vara da Infância e Juventude. Agora, porém, o que era ‘tentativa de homicídio’ passou a ser ‘homicídio consumado’, situação que deve complicar a relação dele com a Justiça.

(FOTO: Alexandre Lourenção/Jornal da Manhã – Corpo de entregador de comida foi enterrado em cafezal de Jafa, na região de Marília)

No HORAHtv