Considerado revelador de talentos, morre Carlão, treinador da base do MAC

Carlão era treinador das categorias de base do MAC e morava em alojamento no estádio municipal (FOTO: Reprodução/Jornal do Povo)

Carlos Bulho da Fonseca, o Carlão, faleceu na madrugada deste sábado 8 no alojamento do MAC-Marília Atlético Clube, local em que morava há mais de 40 anos. Aos 75 anos, desde 1978 que Carlão estava no MAC, tendo passado a maior parte do tempo como treinador das categorias de base do clube. O sepultamento será decidido pela família.

Carlão era considerado um revelador de talentos. Passaram pelas mãos dele jogadores como Bernardo (São Paulo), o centroavante Guilherme (que atuou em vários times grandes e passou pela seleção brasileira) e Dorival Júnior (agora treinador da seleção). Aliás, foi com gol de Dorival que o time dirigido por Carlão, na década de 1970, venceu o MAC na final de competição amadora organizada pelo então locutor Osmar Santos, determinando a contratação dele pelo clube, em seguida.

Natural de Herculândia, Carlão chegou a Marília em 1968, trabalhou como funcionário da extinta telefônica estatal paulista Telesp e outras empresas. Em uma delas, recebeu jogo de camisas como parte do acerto de contas e resolveu montar um time, o Paulista do Morro. O treinador se aposentou como treinador de futebol em 2015, mas seguiu prestando serviços para o MAC.

Carlão foi encontrado morto no alojamento do Marília, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, na madrugada de hoje. Equipe do SAMU esteve no local e constatou o óbito; a perícia teria comprovado causas naturais.

Independente era o time dirigido por Carlão (primeiro em pé, de boné), onde atuou Dorival Júnior (último, agachado), atual técnico da seleção brasileira (FOTO: Reprodução web/site Meu Marília)

HORAH – Informação é tudo