A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Marília divulgou nesta 2ª feira (13) a identidade de 2 dos envolvidos no latrocínio do comerciante Flávio José Vieira, 56 anos, dono de casa lotérica em Garça, na região. Ele foi morto no início da tarde de 11/2. O ladrão fez 3 disparos após se atracar com Flávio e fugiu levando malote com R$ 67 mil em dinheiro. Ele atacou quando o empresário ia da lotérica à Caixa, no centro.

Na ocasião, o autor do latrocínio fugiu a pé até uma moto Honda CB 200 vermelha que o aguardava e conseguiu se desvencilhar de perseguição da PM. O veículo foi localizado abandonado à noite, na periferia de Garça, com placa clonada de moto de São José dos Campos, numeração de chassi e motor adulteradas. Investigações revelaram ainda a participação do condutor de um Fiat Idea, identificado mais tarde como Carlos José Carrelas, 50, de Itanhaém – o veículo foi localizado e apreendido na casa dele, dias depois.

  • Carlos Carrelas e a irmã dele, Simone, foram identificados pela polícia e permanecem foragidos (FOTOS: DIG Marília/Divulgação)

ARMA – As investigações também identificaram a arma usada no latrocínio: uma pistola calibre 380. Os policiais conseguiram imagens de câmeras de segurança do criminoso falando ao telefone minutos após o crime, sendo recolhido pelo Idea na sequência. O malote foi levado pelo condutor da moto até o local onde ela foi abandonada.

Os bandidos usaram nomes falsos, veículos em nome de terceiros e placas clonadas para dificultar as investigações, mas a inteligência da DIG cruzou dados e chegou a Filipe Vieira da Silva, 25, dono de um centro automotivo em Guarulhos, como autor do latrocínio (crime cuja pena vai de 20 a 30 anos de cadeia). “Não há dúvida de que Carlos José Carrelas e Filipe Vieira da Silva possuem vínculos entre eles”, diz nota distribuída pelos delegados Valdir Tramontini, da DIG, e Gustavo Danilo, de Garça.

  • O autor do latrocínio do empresário de Garça ao fugir com malote e, pouco depois, falando ao celular para ser resgatado pelo condutor do Fiat Idea (FOTOS: DIG Marília/Divulgação)

  • Malote foi levado pelo condutor da moto que deu a 1.a fuga ao atirador; posteriormente, veículo foi abandonado em Garça (FOTO: DIG Marília/Divulgação)

CRIMES – Carlos e a irmã dele, Simone de Jesus Carrelas, 46, estão envolvidos no roubo de R$ 185 mil de malote de lotérica de Tambaú, SP, nas mesmas condições de Garça. Lá também houve fuga em moto, em julho de 2018. Os dois estão foragidos. Filipe tem passagens policiais por receptação, furto e adulteração de motos. Em abril de 2017, teve moto em nome dele apreendida com homem que tentava roubar dono de lotérica em Piraju, SP, onde foram feitos vários disparos com arma de fogo. Filipe foi preso dia 9 em SP; a amásia dele chegou a ser detida, mas foi solta ao provar que havia sido envolvida indiretamente nos fatos pelo companheiro. As investigações continuam para identificar demais envolvidos, inclusive coautores do crime.

  • O atirador ao entrar no Idea, depois de ter fugido do local do latrocínio na garupa de moto (FOTO: DIG Marília/Divulgação)

HORAH – Você sabe das coisas